Dieta sem carboidratosUma dieta livre de carboidratos ajudará a reduzir o peso para aqueles que estão acostumados a comer lanches e açúcares. Segundo os nutricionistas, é útil prestar atenção à quantidade de açúcar na dieta habitual. O menu diário ajudará a mudar sua dieta sem fome.

Os benefícios de uma dieta livre de carboidratos

Os carboidratos são os compostos mais importantes para o corpo humano, a partir deles produzimos energia para a vida normal. Mas os carboidratos são diferentes, e propõe-se que um dos tipos dessa dieta seja excluído, a saber, carboidratos simples.
A diferença das complexas é que as simples se decompõem muito rapidamente, sem praticamente nenhum custo de sua própria energia, aumentam acentuadamente os níveis de glicose, causando saltos no açúcar no sangue. A sensação de saciedade com esses carboidratos tem vida curta, enquanto produtos com alto índice glicêmico afetam negativamente a figura, uma vez que o açúcar não gasto é depositado na forma de reservas de gordura – assim, o corpo tenta reduzir a concentração de glicose no sangue o mais rápido possível.

A eliminação de carboidratos da dieta permite evitar picos de açúcar e o excesso não é depositado nas reservas de gordura. Apesar de algumas limitações, a nutrição durante esta dieta é diversa. A fome está ausente, pois proteínas e gorduras dão uma sensação duradoura de plenitude, que os carboidratos rápidos não poderiam fornecer.

A dieta contribui para a recuperação geral, diminuindo o açúcar no sangue, melhorando o estado dos vasos sanguíneos.

Contras de uma dieta livre de carboidratos
Durante uma dieta livre de carboidratos, a maioria dos nutrientes é extraída de proteínas e gorduras. Isso leva a um aumento da carga no fígado e nos rins, o que deve remover os produtos de decomposição de substâncias complexas. Por esse motivo, a dieta é proibida para pessoas com doenças do fígado, estômago e intestinos, rins. Grávidas, lactantes e adolescentes também são proibidas.

Leia também:  Verdadeiro ou falso: 6 mitos populares da testosterona

Pode ocorrer cetose leve, um fenômeno no qual os corpos cetônicos são sintetizados para substituir a nutrição cerebral habitual por carboidratos. Nesse caso, é possível o cheiro de acetona pela boca e pela urina.

É importante não confundir uma dieta livre de carboidratos com atletas que secam, pois esses são tipos diferentes de nutrição. Ao secar, a dieta é mais rigorosa, perigosa para o corpo e é realizada não tanto para perda de peso, mas para a manifestação de alívio muscular, que foi previamente construída anteriormente.

Menu diário para uma dieta livre de carboidratos

1º dia
Café da manhã: ovos mexidos com 2 ovos e leite, chá sem açúcar

Almoço: caldo de carne, brócolis assado, um pedaço de carne

Lanche: um copo de iogurte desnatado sem aditivos

Jantar: arroz integral com peito de frango

Dia 2
Café da manhã: trigo sarraceno com leite, uma fatia de queijo

Almoço: salada de bacalhau ou tilápia no vapor, salada de pepino e tomate

Lanche : kefir ou leite assado fermentado, maçã

Ceia : feijão cozido, ovo cozido

Dia 3
Café da manhã: caçarola de queijo cottage, café

Almoço: arroz integral com peito de frango

Lanche: um copo de iogurte desnatado e desnatado

Jantar: um copo de kefir, laranja

Dia 4
Café da manhã: trigo sarraceno com leite, chá

Almoço: caldo de galinha com verduras e uma fatia de carne

Lanche da tarde: ovo cozido, uma fatia de queijo

Jantar: feijão verde

Dia 6
Café da manhã: trigo sarraceno com leite

Almoço: caldo de galinha com ervas e uma fatia de carne

Lanche da tarde: berinjela assada

Jantar: repolho cozido com tomate

Dia 7
Café da manhã: ovos mexidos com 2 ovos e leite, chá sem açúcar

Almoço: bacalhau ou tilápia no vapor, salada de pepino e tomate

Lanche: toranja

Jantar: kefir com pouca gordura, maçã

Dica
Para nutrição, você precisa escolher alimentos com um IG baixo, até 50. Eles são saturados com carboidratos lentos, que são quebrados por um longo tempo e dão uma sensação de saciedade. Cada produto pode ser verificado em tabelas especiais. Permitido: arroz integral, trigo sarraceno, sucos sem açúcar, frutas ácidas, nozes, ervas, repolho, ovos, leite, carne, peixe, legumes não amiláceos, queijo cottage.

Tabela de produtos

O menu consiste principalmente de proteínas e gorduras. Para não cometer um erro e não comer um produto com alto teor de carboidratos, você precisa se concentrar no índice glicêmico, em que 100 divisões. Produtos com IG acima de 55-60 devem ser evitados.
Produtos de alto IG GI
Pão branco, muffin, waffles, outros doces 80 – 100
Purê de batatas 80 – 90
Arroz branco, macarrão de arroz, mingau 85 – 95
Muesli, cereais (especialmente milho) 85
Abóbora, melão, melancia, cenouras frescas e cozidas 75 – 80
Chocolate ao leite, barras de chocolate e doces 70
Refrigerante doce, sucos de frutas com açúcar 70
Açúcar puro 70
Bolinhos de massa, alimentos de conveniência, batatas fritas, bolachas, macarrão instantâneo 70
Cuscuz, milho, sêmola, farinha de trigo, aveia 60 – 70
Bananas, pêssegos enlatados, abacaxi, passas 60
Geléia, geléia, geléia, sorvete 60
Molhos prontos como ketchup 55
Para nutrição, você precisa escolher alimentos com um IG baixo, até 50. Eles são saturados com carboidratos lentos, que são quebrados por um longo tempo e dão uma sensação de saciedade. Cada produto pode ser verificado em uma tabela especial.
Produtos com baixo IG GI
Trigo verde, arroz integral 40 – 50
Kiwi, laranjas, manga, toranja 50.
Damascos secos, ameixas secas, tâmaras, ameixa, marmelo, maçãs, pêssego, damasco, romã, mirtilos, cranberries, cerejas, tangerinas, framboesas 30 – 40
Macarrão de trigo duro 40.
Sucos sem açúcar: laranja, maçã, tomate 35
Cevada, lentilhas, feijões, ervilhas, soja 30
Leite 30
Chocolate com teor de cacau acima de 75% 30
Repolho, pepino, berinjela, abobrinha, brócolis, cogumelos, tomate 15 – 20
Nozes 15
Verdura 15
Queijo Cottage, Kefir, Leite Cozido Fermentado 30
Ovos 45
Carne, peixe, miudezas 0 – 2
Com a saída suave e correta da dieta e uma redução adicional na ingestão de carboidratos rápidos, o resultado é bastante estável. Em uma semana, você pode perder de 5 a 6 kg.

Durante essa dieta, uma redução incomum dos açúcares pode causar tonturas, apatia e diminuição do desempenho. Para evitar isso, você pode diluir a dieta com uma pequena quantidade de açúcares naturais: frutas secas, mel, frutas, até que o desconforto desapareça. Mas neste caso, o resultado será menos tangível.